Vinte poucos anos

A idade chega. Sabe como é. Sentimos dor nas costas e nos setimos mais ranzinzas, mais rabugentos. Passamos a reclamar por hobby. Reclamamos do que elavador que demora, do trânsito, do copo sujo no restaurante, dos impostos, da fatura do celular, dos nossos irmãos preguiçosos, do céu aveludado sem estrelas. Isso quando temos uns dois, … Continuar lendo Vinte poucos anos