Onde comemorar o Ano Novo em Londres

De eventos descolados à jantares sofisticados, Londres tem tudo para dar boas-vindas ao Ano Novo com estilo

Parece que o ano passou voando. Foram muitas aventuras, frustrações, gargalhadas, ciladas, momentos para deixar guardado ou para deixar como aprendizado. Se algo não deu certo (ainda), ano que vem vai dar. Meia-noite tudo é quando o relógio vira e te dá mais 365 oportunidades.

Se você estiver por Londres ou pretende planejar sua visita nessa época mágica de Dezembro, que tal estender e celebrar a chegada do próximo novo da forma mais incrível que você pode imaginar?

O transporte público é reduzido durante o período de Natal e Ano Novo. Planeje sua viagem com antecedência.

Fogos na London Eye

Um dos eventos mais esperados do ano na Inglaterra é a queima de fogos na London Eye, tanto que para obter ingresso você precisa se programar desde agosto. São cinco áreas disponíveis para escolher sua vista dos fogos: área vermelha (entre a estação de metrô Embankment até a estação de metrô Temple), a área verde (atrás da London Eye), a área branca (Westminster Bridge), a área azul (entre Westminster Bridge até a estação de metrô Embankment) e a área rosa (Waterloo Bridge). Adquira seu bilhete aqui: https://www.london.gov.uk/events

A entrada costumava a ser gratuita, mas por questões de segurança, a prefeitura resolveu cobrar £10 o ingresso. O espaço do evento comporta 100 mil pessoas, mas em 2014 cerca de 500 mil apareceram.


E não se preocupe, há muitos lugares em Londres onde é possível avistar os fogos. A Millennium Bridge e a Cannon Street ficam fora da área de quem possui bilhetes, mas ainda perto do show principal. Os parques de Hampstead Heath e Primrose Hill ficam em um dos pontos mais altos da cidade e por podem ser o local perfeito para assistir os fogos de artifício.

O metrô é gratuito a partir das 23h45 na véspera de Ano Novo até às 4h30 no dia de Ano Novo.

Festas

Pra quem busca algo meio aventureiro, é possível fazer pequeno um cruzeiro no rio à noite no Tamisa, onde você pode assistir aos fogos de artifício que inclui jantar, bebidas e muita música. Pelo London Party Boats, a festa em estilo sai a partir de £160. Já o City Cruises possui algumas opções mais sofisticadas a partir de £319. Pelo Fatsoma, você assiste aos fogos no barco por £70 (sem jantar e bebidas são vendidas à parte), inclui entrada para um after-party em uma balada.


Se você prefere se jogar na pista, o Ano Novo na The Mansion (a partir de £24) possui uma proposta bem diferentona com DJ’s, dançarinos, saxofonista, espetáculos pirotécnicos, além de bons drinques e comidinhas, pintura (dourada) para o rosto, cabine de fotos e até uma vidente que vai ler seu futuro. O endereço é secreto e apenas enviado 48h antes. Ah, e você tem que ir vestido de dourado, há até um prêmio para o melhor look!

Outra festa animada e um pouco mais colorida é a Neon Party em King’s Cross. Ingressos a partir de £10 pelo site.

Restaurantes

Se você tem grana para bancar um jantar com vista panorâmica, o R.S. Hispaniola, um barco-restaurante atracado no rio e oferece um menu especial por £549 por pessoa que inclui recepção com champanhe e canapés, jantar de gala com cinco pratos e sobremesa e acesso com uma vista magnífica da London Eye. O Sketch que possui várias alas de restaurante tem um menu por £325 no Lecture Room e a partir de £125 no The Gallery.  O London Steakhouse Co tem uma opção mais em conta por £49.50, para reservar clique aqui.

O Palm Court no glamoroso hotel Ritz organiza um evento black-tie. Por meras £895, você pode saborear um delicioso jantar de cinco pratos criado pelo chef executivo, John Williams e brindar o Ano Novo com uma taça de champanhe Perrier Jouët Belle Époque. Inclui banda ao vivo e fogos de artifício no jardim do hotel.

O que abre no dia 1º de Janeiro?

Por incrível que pareça, muitas lojas na Oxford Street abrem suas portas aos turistas que podem encontrar verdadeiras barganhas nas grandes promoções do mês de janeiro. Mas tome cuidado com seus planos nos arredores por boa parte do centro de Londres é fechada para o desfile de Ano Novo. São quase 10 mil artistas como dançarinos, acrobatas, líderes de torcida, etc, representando os bairros de Londres e países de todo o mundo.

A New Year’s Day Parade começa ao meio-dia e se concentra em Piccadily, e segue para Regent Street, Waterloo Place, Pall Mall, Cockspur Street, Trafalgar Square, Whitehall e finaliza na Parliament Street.

Se você prefere aproveitar que a cidade está mais tranquila, pode fazer um passeio mais cultural e visitar o Imperial War Museum, Museum of London, Tate Modern ou o Tate Britain. Os três museus localizados em South Kensington (Science Museum, Victoria & Albert Museum, Natural History Museum) também abrem no primeiro dia do ano. Depois você pode ir até a Winter Wonderland no Hyde Park, que fica alguns instantes dali. Ainda, praticamente todos as pistas de patinação no gelo estarão funcionando normalmente.

5 aplicativos para você gastar bem menos com refeições em Londres

Como comer bem e gastar pouco com comida em Londres

Uber Eats

Já te falei que dá pra economizar muita grana em Londres aqui, e como entrega de comida – ou como chamam por aqui, os tais takeaway – não é diferente. Fome ou preguiça ou os dois, não importa, UberEats sempre estará ao seu lado com centenas de opções como comida indiana, japonesa, vietnamita, italiana, turca ou uma bela pizza, além de promoções diárias. Quer gastar £5 libras a menos no primeiro pedido? Use o código e  eats-lqhle667ue e bom apetite!

Too Good To Go

Como o nome já diz, é bom demais para ir… no caso, pro lixo! O aplicativo batalha para revolucionar o desperdício de comida, pois muitos alimentos frescos como massas, pizzas, croissants, bolos são descartados mesmo se ainda estiverem em ótimas condições para ser consumidos no dia seguinte (ou até mesmo no final da tarde!). Pelo aplicativo, você adquire uma “magic bag”, uma sacola com tudo que é “bom demais pra jogar fora” por um preço bem menor do que o original. São vários restaurantes, barquinhas de comida, cafés e até mesmo hotéis listados que oferecem desde café da manhã até jantar.

Dines

Dines é o app que dá mais vantagens dessa lista! Primeiro de tudo, com o código G87D4 você já recebe £5 na sua primeira refeição. São diversos restaurantes parceiros, principalmente nas regiões de Angel, Shoreditch e Liverpool Street, que oferecem descontos de até 50% no total da sua conta. Além de conhecer novos lugares, para cada refeição feita, o Dines doa outra para uma criança em situação de pobreza. E não acaba aí: pagando através do aplicativo, você recebe uma porcentagem de volta na sua conta, chamado de “cashback”.

Nez

O Nez abrange uma área maior de Londres e inclui Covent Garden, Holborn, Soho, Shoreditch, Bank, Tower Hill, entre outras. Pelo app, você visualiza os restaurantes mais próximos com descontos de 20%, 30%… e algumas com bebidas ou pratos por £1! Também inclui bares, o que é perfeito para aquele happy hour com os amigos! Quanto mais você usa, mais pontos ganha e desbloqueia outras vantagens e descontos. Coloque o código 575V para receber 125 pontos ao criar seu perfil.

Ritual

Esqueça filas. Basta escolher seu prato pelo app que ele estará te esperando. Outra ferramenta bacana do Ritual é que você pode “pegar carona” em pedidos de amigos ou colegas de trabalho. Assim, uma pessoa pode ir ao restaurante pegar todas as refeições do escritório de uma só vez. E toda vez que você usa o app, recebe recompensas que você pode resgatar por descontos e até mesmo uma refeição na faixa. Receba £6 nos primeiros pedidos com o código ERICA54028.

5 lugares em Londres para quem é obcecado por queijo

Prepare-se para sentir muita fome depois de ler esse post

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Inglaterra produzia (e racionava) apenas um tipo de queijo. Haviam mais de três mil produtores de queijos antes da primeira guerra; e ao final da segunda, apenas 100 sobreviveram. Receitas para alguns dos queijos tradicionais do país foram perdidas para sempre. Hoje em dia, são cerca de 700 (alguns dizem já por volta de 900) variedades de queijo, pelo menos 400 tipos a mais do que a França. Aliás, os queijos ingleses andam ocupando espaço tanto no paladar francês, quanto belga, espanhol, americano e asiático. Enquanto pequenos produtores europeus estão deixando o negócio por não mais conseguirem competir com concorrências maiores ou simplesmente porque a geração seguinte decide seguir outros caminhos, exatamente o oposto acontece nas terras da Rainha, principalmente fazendeiros produtores de leite. Em 2016, na premiação internacional de queijos que acontece todo ano desde 1987 em Nantwich, metade das cinco mil inscrições foram britânicas. A mesa dos jurados chegou a tremer com o peso dos queijos.

Os ingleses só não dominaram o mercado mundial porque os produtores não conseguem acompanhar a demanda, sem falar na força da libra que torna a importação mais cara.

Mas se você estiver por Londres, você pode tirar um bom proveito dessa ascensão dos queijos britânicos e se deliciar com pratos com muito queijo. Mas muito queijo mesmo.


The Cheese Truck

Um sanduíche de queijo grelhado quase obsceno de tão bom. Vendido em uma antiga van de sorvete dos anos 70, já viajou internacionalmente pelas ruas, eventos e festivais da França, Turquia, Abu Dhabi e Dubai. O tradicional sanduíche com queijo cheddar tem outras versões no cardápio com queijo de cabra e mel e também com bacon e chutney de pêra. A “truck” funciona aos finais de semana no mercado de Camden Town, e o novo Cheese Bar, recentemente inaugurado, abre todos os dias e fica ali pertinho, sete minutos da estação de metrô. Possui algumas outras opções como fondue, profiteroles de queijo, raclette, cheeseburger e claro, sobremesas para fechar com chave de ouro.

Neal’s Yard Dairy

A Neal’s Yard Dairy trabalha com cerca de 40 fabricantes de queijo do Reino Unido e restante da Europa, inclusive a família Cravero que matura parmesão e grana padano desde 1855. O armazém possui instalações para controlar a maturação, temperatura e umidade e assim fornecer queijo da melhor forma possível. Possui três endereços em Londres: Bermondsey, Borough Market e Covent Garden.

The Cheese Wheel

Tem gente que coloca um pouco de queijo na massa, mas os amantes queijeiros comem queijo com um pouco de massa. Esse food truck em Camden Town serve massa fresca que mergulha, como o nome sugere em inglês, em uma roda de queijo gigante. Você pode acrescentar pancetta, cogumelos ou tomate seco.

Champagne and Fromage

Aqui champanhe funciona bem com todos os queijos. Além de tábuas de queijos artesanais de diferentes regiões francesas, o restaurante serve um clássico Raclette com batatas “para aquecer o coração”. Uma das outras deliciosas opções do cardápio é o camembert ao forno com trufas, chorizo ou alho e ervas.

Melt Room

O descolado Melt fica no Soho e tem sanduíches de queijo grelhado no qual você pode adicionar cebola, pastrami, beterraba, cogumelo, atum ou frango. Possui também uma opção com mascaporne e nutella e outra com pasta de amendoim. Em datas comemorativas, o queijo derretido é colorido. O menu ainda possui o tradicional fish and chips com bastante queijo derretido em cima, mac and cheese e batatinhas fritas completamente cobertas de queijo cheddar.

Heddon St Kitchen, um dos restaurantes “baratinhos” do Gordon Ramsay

Vale a pena conhecer um dos vários restaurantes da rede do famoso chef Ramsay?

Gordon Ramsay nasceu na Escócia, cresceu em Stratford-upon-Avon e ganhou fama no mundo todo. No total, seus restaurantes já ganharam 16 estrelas Michelin.

Heddon Kitchen Street é um deles e fica pertinho de Piccaddily Circus, numa pequena travessa da Regent Street. Com uma decoração bonita e moderna, é considerado “baratinho” porque os outros são mais alta gastronomia e têm preços mais salgados. O seu principal oferece um menu por £185 por pessoa. Já comentei dele nesse post.

CroppedFocusedImage1920108050-50-25-Sign-Wine
Divulgação

O restaurante é considerado uma brasserie europeia. Possui menu a la carte, no qual o carro chefe é o “beef Wellington”, bife de filé com patê e duxelles, que é então envolvido em massa folhada e assado.

Captura de Tela 2018-07-12 às 23.21.13

 

Mas o que vale mais a pena é o menu especial de almoço & jantar (ou como eles chamam “pré-teatro”). Durante os meses mais quentes, alguns pratos podem variar e o “summer menu” inclui uma bebida (taça de vinho rosé ou cerveja).

2 pratos £19
Entrada + prato principal OU prato principal + sobremesa

3 pratos £23
Entrada + prato principal + sobremesa

Acompanhamentos custam £5

*preços de 2018

Pedi o hambúrguer. A carne era bem grande e de qualidade, mas com certeza não foi o mais saboroso que comi. No menu a la carte, custa £18,75 e inclui batata frita. De sobremesa, escolhi o “ice cream bar”. O nome chama a atenção (principalmente de crianças como eu), mas não achei nada demais. Tinha casquinha ou potinho e vários chocolates para por em cima. O preço a parte é £6.

CroppedFocusedImage1920108050-50-16-HSK-Candy-Bar
Ice cream bar

Pelos padrões de Londres, o menu é “barato”, ainda mais num restaurante que leva o nome de um chef tão renomado. Mas achei mais uma “marca”. A comida não é nada incrível (já comi melhor em lugares BEM mais baratos, quem nunca), mas além disso achei o serviço péssimo e pelos comentários no Foursquare e no Google não foi só eu. Só para lembrar que em Londres a gorjeta é comum, mas aqui já inclui os 12,5% na conta. Muita gente também reclama que os garçons e garçonetes forçam muito a barra para você pedir bebida alcoólica. E parece que se você não pedir um bom drink, cometeu um crime. Quem serviu a gente tava de um mau humor só e ainda errou a conta duas vezes.

Bom, essa foi minha experiência. Não foi horrível, mas simplesmente achei que não valeu a pena, não saí satisfeita mesmo gastando boas libras. É um dos restaurantes “mais baratos”, mas ainda é caro – ainda mais em libras. Se você for e tiver uma experiência mais positiva, compartilhe nos comentários!

 

Confira mais dicas e vídeos no Instagram!
http://www.instagram.com/ericanopolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7 lugares em Londres maravilhosamente rosas

Quem disse que cor-de-rosa não é cool?

Até algum tempo atrás, cor-de-rosa era uma cor delicada e apenas para menininhas. Com o passar dos anos, rosa passou a ser uma cor perfeita para qualquer gênero. E não só na moda, claro. Em Londres, rosa é a cor dos descolados e das princesas. O pink faz parte do lado cool da cidade e está presente na decoração de bares, restaurantes e cafés.

Peggy Porschen
16 Ebury St, Belgravia – $

Peggy Porschen

Um dos lugares mais fofos em Londres, essa confeitaria usa mas não abusa dos tons de rosa. A fachada é digna de um livro de contos de fadas e nada mais agradável do que sentar nas mesinhas e provar das delícias como os bolos e os cupcakes.

Shochu Lounge
37 Charlotte St, Fitzrovia – $$

Shochu Lounge
Coberto com flor de cerejeira, a atmosfera do Shochu Lounge é tanto encantadora como descolada. O restaurante apresenta uma versão criativa da culinária japonesa.


RED Valentino Boutique

133 Sloane St, Chelsea – $$$$

Red
RED são siglas para ‘Vestido Excêntrico Romântico’. E apesar de Valentino estar mais associada com a cor vermelha, a loja boutique esbanja rosa em seus 170 m².

Sketch
9 Conduit Street, Mayfair – $$$$

Sketch
The Gallery/Foto: Reprodução Sketch London

Já falei do Sketch aqui. Localizado em Mayfair, bairro de celebridades, milionários e também de turistas curiosos, o Sketch é um restaurante com vários ambientes. Um deles é o The Gallery que transborda rosa por todos os cantos e possui esboços nas paredes (sketches), servindo pratos mais casuais e modernos (apenas jantar) e o famoso Afternoon Tea (11:30 às 16h, seg. à dom.).

Greenwich Park

cherry blossom
Foto: Rex

Abril é o mês das flores de cerejeiras e não é difícil encontra-las em parques e ruas londrinas. Greenwich Park possui uma “avenida”  que se transforma em uma floresta encantada.


Victoria’s Secret

111 New Bond St, Mayfair – $$

Vsecrets
Foto: Goodman Hichens

A loja da New Bond St da marca de lingerie mais cobiçada do mundo possui trocadores luxuosos em rosa. Sonho de ryca!

Wallace Collection Restaurant
Hertford House, Manchester Square, Marylebone – $

Wallace Restaurant

O restaurante fica no pátio da galeria de arte Wallace Collection. Serve café da manhã, almoço e o clássico afternoon tea.

 

 

 

11 dicas de onde comer no centro de Londres

Opções para todos os gostos sem cair em armadilhas

Pode ser meio difícil escapar daqueles lugares “pega turista” quando você é um turista no meio de Londres. Parece que todos os restaurantes medíocres ou caros estão querendo hipnotizar os estômagos famintos e amarrá-los em armadilhas sem gosto. Quanto mais perto de atrações turísticas, menor a chance de encontrar um restaurante genuinamente bom ou com preço amigável. Todo mundo já foi vítima um dia disso. Mas nem tudo está perdido. Há lugares em que é possível comer decentemente e a conta depois não será um martírio. Confira a lista a seguir com várias opções de culinária próximos ao centro:

Onde tirar a barriga da miséria em Londres

Não sei como enfatizar que é MUITA comida

Continue Lendo “Onde tirar a barriga da miséria em Londres”