Como estudar inglês de graça em Londres (e outras cidades do Reino Unido)

Se você sempre sonhou em fazer um intercâmbio, agora é sua hora.

Escolas de idiomas no Brasil não são baratas. Aprender outra língua é um investimento grande e a longo prazo. E pode ter certeza que mesmo após oito anos ou mais de curso, todo dia você vai aprender uma palavra nova.

Se você sempre sonhou em fazer um intercâmbio para aprimorar seu inglês, mas deixou tudo sempre de lado por causa do preços, agora é sua hora. Esse é o momento de tornar isso uma realidade.

Abaixo, confira uma seleção de escolas que oferecem aulas gratuitas em Londres. Ah, e não esqueça de olhar os posts para encontrar as passagens baratas e sobre a imigração no Reino Unido.

agree-1728448_1280

Casa Latino-Americana
Para ajudar os imigrantes latino-americanos a se adaptarem à cultura britânica, a Casa Latino-americana possui aulas sem custo algum. Inscrição ou disponibilidade das aulas, basta entrar em contato pelo telefone 020 7372 8653 ou pelo site, clicando aqui.



Oxford International Education Group
Apesar do nome, as aulas acontecem em Londres e Brighton. Aceitam estudantes dos níveis pré-intermediário, intermediário e avançado. É bastante concorrido, portanto é bom se candidatar o mais rápido possível, clicando aqui.



Stafford House
Oferece aulas pela manhã, tarde e noite. Quem completa pelo menos 80% das aulas, tem a taxa de matrícula reembolsada. Entre em contato para saber sobre novas turmas, clique aqui.



St. Aldates
Essa igreja em Oxford organiza aulas de inglês com professores voluntários. Não precisa se registrar com antecedência, apenas aparecer. As aulas acontecem todas as segundas-feiras das 19h30 às 21h. Mais info, clique aqui.



British Study Centres
A BSC oferece aulas ministradas por professores trainees que estão aprendendo a ensinar inglês para falantes de outras línguas. As unidades que oferecem o curso ficam  no norte de Londres, Manchester, York e Edimburgo, na Escócia. Algumas delas pedem apenas uma taxa entre £10 e £20 para matrícula. As datas de início do curso variam e as aulas estão sujeitas a disponibilidade, clique aqui para saber mais.



International House London

Também oferece curso com professores trainees, por isso mantém os preços das aulas com preços bem baixos, mas para quem possui mais do que 65 anos e acha que nunca é tarde para aprender, não paga nada. As aulas acontecem na unidade próxima a Covent Garden no período da tarde ou da noite. Você pode fazer um teste online para saber qual é o seu nível e entrar em contato para mostrar interesse clicando aqui.


 

 

Como realizar seu sonho de morar no Reino Unido

Pode parecer longe, difícil, complexo, caro – mas não é impossível

Quando eu tinha sete anos, meus pais começaram a procurar uma escola de inglês, dizendo que seria bom para meu futuro, para minha carreira. Aos sete anos, até pensamos no que queremos ser quando crescer, mas carreira é um assunto para adultos mesmo.

Estudei 11 anos na Cultura Inglesa, até me consideraram lenda por lá pois fiz quase todos os níveis. Eu não era a melhor aluna, tinha texto que eu lia e não entendia nada e quando tinha prova do “listening” e era algum britânico ou vietnamita falando inglês, eu simplesmente viajava. Aprender outra língua parece simples e é relativamente mais fácil quando você é criança e é mais divertido também. Saber um segundo idioma é fundamental hoje em dia para obter não um bom emprego, mas pelo menos um decente. E para quem sonha em morar fora, é imprescindível.

Com tanta cultura britânica ao meu redor, além de Spice Girls e Harry Potter, acabei ficando encantada e levemente obcecada com a Inglaterra, principalmente Londres. Por anos sonhei em morar nessa cidade e parecia tão longe e quase impossível. Mas eu tinha certeza que em algum dia da minha vida, eu ia viver essa experiência. Muita gente como eu também tem esse desejo há anos. Quem tem descendência europeia já leva uma vantagem, apesar que é caro, burocrático e bem demorado o processo para obter a cidadania. Mas e quem não tem ou quem não consegue tirar por algum motivo? Ainda é possível ter uma mínima chance de poder se mudar para Londres?

Como tirar a cidadania italiana era complexo e custava mais dinheiro do que eu poderia imaginar, pesquisei diversas formas em que seria possível morar no Reino Unido legalmente. Foram anos de tentativas e espera, até que finalmente me tornei uma cidadã italiana.

Minhas expectativas era bem altas, eu sou/era dessas pessoas extremamente empolgadas. Londres tira isso um pouco de você, tira partes de você, te deixa meio desencaixado, perdido e vazio até que cria outras partes novas. Por fora, você pode parecer o mesmo, mas por dentro vai levar um tempo até se acostumar com seu novo “eu” e ajeitar-se com as partes antigas. Morar fora é voar como uma fênix, para depois queimar em cinzas e aí renascer delas e com um pouco de purpurina.

Se você quer encarar essa experiência, seguem abaixo algumas dicas que podem te ajudar a realizar seu sonho de morar em Londres ou outras cidades do Reino Unido. 

Reprodução


Emprego

Quem pretende trabalhar no Reino Unido, precisa obter um visto de trabalho. Há muita demanda por determinados profissionais, principalmente enfermeiras e engenheiros  –  confira a lista completa aqui. Como há uma escassez dessa mão de obra por aqui, certas empresas precisam contratar estrangeiros. Caso não encontrem ninguém no Reino Unido, a segunda opção é encontrar profissionais que façam parte da União Europeia, por isso nem sempre é tão fácil conseguir que uma empresa patrocine seu visto.  O que você pode fazer também é simplesmente se candidatar para vagas publicadas em sites como o Gumtree, Linkedin, entre outros, mesmo que não esteja na lista. Muitas vezes, empresas precisam de profissionais (tradutores, jornalistas, publicitários, etc) que falam Português Brasileiro ou tenham conhecimento sobre a América Latina. Leia o post com dicas para arrumar emprego em Londres aqui.

long-term-unemployed

Estudar

Londres possui diversas escolas de inglês e faculdades renomadas como a Royal College of Art e a University College London.

Se você for estudar no Reino Unido por mais de três meses, você precisa de um visto. E claro, o comprovante da matrícula do curso. É possível vir estudar sem visto, desde que você permaneça menos do que 90 dias e tenha todos os documentos necessários e fundos suficientes. Estudantes podem tirar um visto que permite trabalhar por volta de 20h por semana. Importante: confira quais instituições são certificadas pelo British Council. Apenas escolas certificadas podem fornecer um comprovante válido e aceito pela imigração no momento da chegada ao país. É esse documento que garante que você é um estudante.

São três tipos de visto. O mais comum é o Tier 4 destinado à estudantes com mais de 16 anos que já possuem a carta de admissão da instituição de ensino. O visto pode ser solicitado três meses antes do curso e normalmente fica pronto em até três semanas. Confira os requisitos aqui. Você pode chegar ao Reino Unido apenas uma semana antes se seu curso levar menos que seis meses, e chegar um mês antes  caso seu curso tenha duração de mais de seis meses. A taxa custa £328 e além disso, você tem uma taxa de seguro saúde para pagar, a healthcare surcharge. Até março de 2015, cidadãos não-europeus que vinham para estudar ou trabalhar tinham acesso gratuito ao NHS (sistema de saúde público do Reino Unido). Mas desde então estudantes devem pagar 150 libras por ano. Ah, e você tem que pagar o valor total do período que vai ficar assim que se aplica para o visto.

Não conheço nenhuma escola de inglês, a não ser as mais famosas como a Kaplan.

Eu pesquisei e o que parecem ser as mais baratas são:

Confira também:
cropped-2334039881_725e6bf364_z.jpg


Bolsas

Existem milhares de tipos de bolsas para quem pretende estudar no Reino Unido (bolsas parciais, bolsas de pós-graduação, de mestrado, curso de verão). Uma das mais famosas e concorridas é a Chevening para quem deseja fazer mestrado. Você pode pesquisar sobre bolsas e financiamento diretamente no site da instituição ou também pelo Estudar Fora.

O Hot Courses também possui uma lista com diversas universidades no Reino Unido que oferecem bolsas de estudo, clique aqui. Nos sites Study UKScholarship Portal Partiu Intercâmbio você fica sabendo das principais bolsas disponíveis. Não se esqueça que após obter a bolsa, você ainda precisa tirar um visto de estudante.

Reprodução

Investir em UK

É possível obter um visto de investidor, mas você precisa ter muito, mas muito dinheiro. Se você é rico, clique AQUI para mais informações.

 

LEIA TAMBÉM:

COMO PASSAR NA IMIGRAÇÃO EM LONDRES 

QUANTO CUSTA VIVER EM LONDRES?

 

 

 

Como passar na Imigração em Londres

Tá com o passaporte em dia?

Como faço para passar na Imigração em Londres?

Daquela série perguntas que eu não aguento mais responder hehe

COMO TURISTA
Nem ouse pensar que vai entrar como turista para ficar e morar aqui. Isso é ILEGAL. Além disso, dificilmente você vai conseguir emprego. Ah “mas eu conheço uma pessoa que…”. NÃO.
Na Imigração: eles vão ter perguntar o básico (qual voo/origem, motivo da viagem, quanto tempo vai ficar). O oficial pode perguntar quanto dinheiro você trouxe. Pelo amor, não venha para a Inglaterra e traga só 150 reais. O esperado é trazer uma média de 60 libras por dia, ou pelo menos uma quantia aceitável pelo período que você vai ficar, além do seu cartão de crédito internacional, claro.
Se você não fala nada de inglês: não tem problema, afinal eles querem é que você venha mesmo para gastar aqui, desde que prove que possua vínculos no Brasil.

Documentos necessários: 
  • Passporte em dia (duh)
  • Passagem de ida e volta
  • Seguro viagem (“ah, mas conheço gente que entrou sem”. Prefere arriscar e depois ser obrigado a adquirir um seguro que custe quatro vezes mais caro?)
  • Comprovante da acomodação

Entre a saída do voo e antes dos balcões na Imigração, você deve preencher um pequeno formulário chamado “Landing Card” e entregar juntos com os documentos de viagem.

captura-de-tela-2017-03-03-as-20-08-10
Tendo tudo isso em mãos, pode ficar tranquilo.

COMO ESTUDANTE

Se você for estudar no Reino Unido por mais de três meses, você precisa de um visto. E claro, o comprovante da matrícula do curso. É possível vir estudar sem visto, desde que você permaneça menos do que 90 dias e tenha todos os documentos necessários e fundos suficientes. Estudantes podem tirar um visto que permite trabalhar por volta de 20h por semana.

São três tipos de visto. O mais comum é o Tier 4 destinado à estudantes com mais de 16 anos que já possuem a carta de admissão da instituição de ensino. O visto pode ser solicitado três meses antes do curso e normalmente fica pronto em até três semanas. Confira os requisitos aqui. Você pode chegar ao Reino Unido apenas uma semana antes se seu curso levar menos que seis meses, e chegar um mês antes  caso seu curso tenha duração de mais de seis meses. A taxa custa £328 e além disso, você tem uma taxa de seguro saúde para pagar, a healthcare surcharge. Até março de 2015, cidadãos não-europeus que vinham para estudar ou trabalhar tinham acesso gratuito ao NHS (sistema de saúde público do Reino Unido). Mas desde então estudantes devem pagar 150 libras por ano. Ah, e você tem que pagar o valor total do período que vai ficar assim que se aplica para o visto.

COMO PARENTE OU AMIGO
Se você vem visitar sua familia ou amigo e ficar na residência deles, é necessário uma carta convite (além de todos aqueles documentos acima).
Abaixo, segue um modelo que você pode usar. Basta preencher com seus dados, número de passaporte e endereço. Tenha certeza absoluta que seu amigo/parente mora legalmente ou tenha um visto regular e nunca, nunquinha se envolveu em encrenca. Caso seja você que esteja financiando a viagem, deixe claro na carta que possui fundos suficientes para isso. Adicione informações relevantes à viagem, mas não encha de linguiça.
captura-de-tela-2017-03-03-as-20-54-49
COMO NAMORADO (A) DE RESIDENTE NA INGLATERRA
Tá vindo visitar sua namorada gringa? Precisa de carta convite também.
Na Imigração: Principalmente se você for mulher, eles vão te fazer todo os tipos de pergunta, inclusive planos para o futuro (vão casar? quem vai mudar pra onde?).
captura-de-tela-2017-03-03-as-22-30-49
COMO CIDADÃO EUROPEU
Com o novo passaporte eletrônico, basta seguir para a fila específica, escanear o documento, olhar para a câmera e pronto. Leva dois minutos. É uma maravilha. Se você estiver voltando para a Inglaterra de uma viagem com sua família, você pode passar separado ou junto. Se for junto, embarque na fila Rest of The World com os outros seres humanos esquecidos do planeta. Entregue os documentos e responda as perguntas calmamente. O funcionário vai ver que eles estão retornando ao Reino Unido, afinal já possuem o carimbo da entrada, mas mesmo assim vai perguntar quando retornam, qual é a profissão tudo de novo – e talvez, por que você tem passaporte europeu e nenhum membro da sua família tem.
captura-de-tela-2017-03-03-as-20-10-40

DICAS
  • Se você está vindo com um orçamento baixo, a imigração pode te perguntar o que você fará se seu dinheiro acabar. Eles querem evitar que as pessoas trabalhem ilegalmente ou precisem do dinheiro do governo. Por isso o cartão de crédito internacional é importante, e você pode simplesmente dar uma de filhinho da mamãe e dizer que qualquer coisa, seus pais podem mandar mais dinheiro. Ou traga reais e troque aqui em casas de câmbio.
  • Se você vem para a Inglaterra e não tem como provar onde vai ficar, então fique em casa. Caso contrário, você será mandado de volta pra casa e perder todo o dinheiro que investiu na viagem. Sad but true.
  • Responda todas as perguntas com calma e seja firme. Talvez eles perguntem a mesma coisa mais de uma vez. Os funcionários são sérios, mas não vão te morder (alguns são até simpáticos, porém quase extintos).
  • Sempre traga a metade de coisas na mala e o dobro do dinheiro que planejou.
  • Vale a pena repetir: confira todos os seus documentos antes de sair de casa e tenha a passagem de retorno ao Brasil com você.
  • Pratique um inglês básico e seja educado, falando good morning, please, thanks, sorry I don’t understand.
  • Aproveite sua viagem ao máximo e sempre confira as dicas do meu blog! hehe :)