Onde comemorar o Ano Novo em Londres

De eventos descolados à jantares sofisticados, Londres tem tudo para dar boas-vindas ao Ano Novo com estilo

Parece que o ano passou voando. Foram muitas aventuras, frustrações, gargalhadas, ciladas, momentos para deixar guardado ou para deixar como aprendizado. Se algo não deu certo (ainda), ano que vem vai dar. Meia-noite tudo é quando o relógio vira e te dá mais 365 oportunidades.

Se você estiver por Londres ou pretende planejar sua visita nessa época mágica de Dezembro, que tal estender e celebrar a chegada do próximo novo da forma mais incrível que você pode imaginar?

O transporte público é reduzido durante o período de Natal e Ano Novo. Planeje sua viagem com antecedência.

Fogos na London Eye

Um dos eventos mais esperados do ano na Inglaterra é a queima de fogos na London Eye, tanto que para obter ingresso você precisa se programar desde agosto. São cinco áreas disponíveis para escolher sua vista dos fogos: área vermelha (entre a estação de metrô Embankment até a estação de metrô Temple), a área verde (atrás da London Eye), a área branca (Westminster Bridge), a área azul (entre Westminster Bridge até a estação de metrô Embankment) e a área rosa (Waterloo Bridge). Adquira seu bilhete aqui: https://www.london.gov.uk/events

A entrada costumava a ser gratuita, mas por questões de segurança, a prefeitura resolveu cobrar £10 o ingresso. O espaço do evento comporta 100 mil pessoas, mas em 2014 cerca de 500 mil apareceram.


E não se preocupe, há muitos lugares em Londres onde é possível avistar os fogos. A Millennium Bridge e a Cannon Street ficam fora da área de quem possui bilhetes, mas ainda perto do show principal. Os parques de Hampstead Heath e Primrose Hill ficam em um dos pontos mais altos da cidade e por podem ser o local perfeito para assistir os fogos de artifício.

O metrô é gratuito a partir das 23h45 na véspera de Ano Novo até às 4h30 no dia de Ano Novo.

Festas

Pra quem busca algo meio aventureiro, é possível fazer pequeno um cruzeiro no rio à noite no Tamisa, onde você pode assistir aos fogos de artifício que inclui jantar, bebidas e muita música. Pelo London Party Boats, a festa em estilo sai a partir de £160. Já o City Cruises possui algumas opções mais sofisticadas a partir de £319. Pelo Fatsoma, você assiste aos fogos no barco por £70 (sem jantar e bebidas são vendidas à parte), inclui entrada para um after-party em uma balada.


Se você prefere se jogar na pista, o Ano Novo na The Mansion (a partir de £24) possui uma proposta bem diferentona com DJ’s, dançarinos, saxofonista, espetáculos pirotécnicos, além de bons drinques e comidinhas, pintura (dourada) para o rosto, cabine de fotos e até uma vidente que vai ler seu futuro. O endereço é secreto e apenas enviado 48h antes. Ah, e você tem que ir vestido de dourado, há até um prêmio para o melhor look!

Outra festa animada e um pouco mais colorida é a Neon Party em King’s Cross. Ingressos a partir de £10 pelo site.

Restaurantes

Se você tem grana para bancar um jantar com vista panorâmica, o R.S. Hispaniola, um barco-restaurante atracado no rio e oferece um menu especial por £549 por pessoa que inclui recepção com champanhe e canapés, jantar de gala com cinco pratos e sobremesa e acesso com uma vista magnífica da London Eye. O Sketch que possui várias alas de restaurante tem um menu por £325 no Lecture Room e a partir de £125 no The Gallery.  O London Steakhouse Co tem uma opção mais em conta por £49.50, para reservar clique aqui.

O Palm Court no glamoroso hotel Ritz organiza um evento black-tie. Por meras £895, você pode saborear um delicioso jantar de cinco pratos criado pelo chef executivo, John Williams e brindar o Ano Novo com uma taça de champanhe Perrier Jouët Belle Époque. Inclui banda ao vivo e fogos de artifício no jardim do hotel.

O que abre no dia 1º de Janeiro?

Por incrível que pareça, muitas lojas na Oxford Street abrem suas portas aos turistas que podem encontrar verdadeiras barganhas nas grandes promoções do mês de janeiro. Mas tome cuidado com seus planos nos arredores por boa parte do centro de Londres é fechada para o desfile de Ano Novo. São quase 10 mil artistas como dançarinos, acrobatas, líderes de torcida, etc, representando os bairros de Londres e países de todo o mundo.

A New Year’s Day Parade começa ao meio-dia e se concentra em Piccadily, e segue para Regent Street, Waterloo Place, Pall Mall, Cockspur Street, Trafalgar Square, Whitehall e finaliza na Parliament Street.

Se você prefere aproveitar que a cidade está mais tranquila, pode fazer um passeio mais cultural e visitar o Imperial War Museum, Museum of London, Tate Modern ou o Tate Britain. Os três museus localizados em South Kensington (Science Museum, Victoria & Albert Museum, Natural History Museum) também abrem no primeiro dia do ano. Depois você pode ir até a Winter Wonderland no Hyde Park, que fica alguns instantes dali. Ainda, praticamente todos as pistas de patinação no gelo estarão funcionando normalmente.

5 aplicativos para você gastar bem menos com refeições em Londres

Como comer bem e gastar pouco com comida em Londres

Uber Eats

Já te falei que dá pra economizar muita grana em Londres aqui, e como entrega de comida – ou como chamam por aqui, os tais takeaway – não é diferente. Fome ou preguiça ou os dois, não importa, UberEats sempre estará ao seu lado com centenas de opções como comida indiana, japonesa, vietnamita, italiana, turca ou uma bela pizza, além de promoções diárias. Quer gastar £5 libras a menos no primeiro pedido? Use o código e  eats-lqhle667ue e bom apetite!

Too Good To Go

Como o nome já diz, é bom demais para ir… no caso, pro lixo! O aplicativo batalha para revolucionar o desperdício de comida, pois muitos alimentos frescos como massas, pizzas, croissants, bolos são descartados mesmo se ainda estiverem em ótimas condições para ser consumidos no dia seguinte (ou até mesmo no final da tarde!). Pelo aplicativo, você adquire uma “magic bag”, uma sacola com tudo que é “bom demais pra jogar fora” por um preço bem menor do que o original. São vários restaurantes, barquinhas de comida, cafés e até mesmo hotéis listados que oferecem desde café da manhã até jantar.

Dines

Dines é o app que dá mais vantagens dessa lista! Primeiro de tudo, com o código G87D4 você já recebe £5 na sua primeira refeição. São diversos restaurantes parceiros, principalmente nas regiões de Angel, Shoreditch e Liverpool Street, que oferecem descontos de até 50% no total da sua conta. Além de conhecer novos lugares, para cada refeição feita, o Dines doa outra para uma criança em situação de pobreza. E não acaba aí: pagando através do aplicativo, você recebe uma porcentagem de volta na sua conta, chamado de “cashback”.

Nez

O Nez abrange uma área maior de Londres e inclui Covent Garden, Holborn, Soho, Shoreditch, Bank, Tower Hill, entre outras. Pelo app, você visualiza os restaurantes mais próximos com descontos de 20%, 30%… e algumas com bebidas ou pratos por £1! Também inclui bares, o que é perfeito para aquele happy hour com os amigos! Quanto mais você usa, mais pontos ganha e desbloqueia outras vantagens e descontos. Coloque o código 575V para receber 125 pontos ao criar seu perfil.

Ritual

Esqueça filas. Basta escolher seu prato pelo app que ele estará te esperando. Outra ferramenta bacana do Ritual é que você pode “pegar carona” em pedidos de amigos ou colegas de trabalho. Assim, uma pessoa pode ir ao restaurante pegar todas as refeições do escritório de uma só vez. E toda vez que você usa o app, recebe recompensas que você pode resgatar por descontos e até mesmo uma refeição na faixa. Receba £6 nos primeiros pedidos com o código ERICA54028.

5 lugares em Londres para quem é obcecado por queijo

Prepare-se para sentir muita fome depois de ler esse post

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Inglaterra produzia (e racionava) apenas um tipo de queijo. Haviam mais de três mil produtores de queijos antes da primeira guerra; e ao final da segunda, apenas 100 sobreviveram. Receitas para alguns dos queijos tradicionais do país foram perdidas para sempre. Hoje em dia, são cerca de 700 (alguns dizem já por volta de 900) variedades de queijo, pelo menos 400 tipos a mais do que a França. Aliás, os queijos ingleses andam ocupando espaço tanto no paladar francês, quanto belga, espanhol, americano e asiático. Enquanto pequenos produtores europeus estão deixando o negócio por não mais conseguirem competir com concorrências maiores ou simplesmente porque a geração seguinte decide seguir outros caminhos, exatamente o oposto acontece nas terras da Rainha, principalmente fazendeiros produtores de leite. Em 2016, na premiação internacional de queijos que acontece todo ano desde 1987 em Nantwich, metade das cinco mil inscrições foram britânicas. A mesa dos jurados chegou a tremer com o peso dos queijos.

Os ingleses só não dominaram o mercado mundial porque os produtores não conseguem acompanhar a demanda, sem falar na força da libra que torna a importação mais cara.

Mas se você estiver por Londres, você pode tirar um bom proveito dessa ascensão dos queijos britânicos e se deliciar com pratos com muito queijo. Mas muito queijo mesmo.


The Cheese Truck

Um sanduíche de queijo grelhado quase obsceno de tão bom. Vendido em uma antiga van de sorvete dos anos 70, já viajou internacionalmente pelas ruas, eventos e festivais da França, Turquia, Abu Dhabi e Dubai. O tradicional sanduíche com queijo cheddar tem outras versões no cardápio com queijo de cabra e mel e também com bacon e chutney de pêra. A “truck” funciona aos finais de semana no mercado de Camden Town, e o novo Cheese Bar, recentemente inaugurado, abre todos os dias e fica ali pertinho, sete minutos da estação de metrô. Possui algumas outras opções como fondue, profiteroles de queijo, raclette, cheeseburger e claro, sobremesas para fechar com chave de ouro.

Neal’s Yard Dairy

A Neal’s Yard Dairy trabalha com cerca de 40 fabricantes de queijo do Reino Unido e restante da Europa, inclusive a família Cravero que matura parmesão e grana padano desde 1855. O armazém possui instalações para controlar a maturação, temperatura e umidade e assim fornecer queijo da melhor forma possível. Possui três endereços em Londres: Bermondsey, Borough Market e Covent Garden.

The Cheese Wheel

Tem gente que coloca um pouco de queijo na massa, mas os amantes queijeiros comem queijo com um pouco de massa. Esse food truck em Camden Town serve massa fresca que mergulha, como o nome sugere em inglês, em uma roda de queijo gigante. Você pode acrescentar pancetta, cogumelos ou tomate seco.

Champagne and Fromage

Aqui champanhe funciona bem com todos os queijos. Além de tábuas de queijos artesanais de diferentes regiões francesas, o restaurante serve um clássico Raclette com batatas “para aquecer o coração”. Uma das outras deliciosas opções do cardápio é o camembert ao forno com trufas, chorizo ou alho e ervas.

Melt Room

O descolado Melt fica no Soho e tem sanduíches de queijo grelhado no qual você pode adicionar cebola, pastrami, beterraba, cogumelo, atum ou frango. Possui também uma opção com mascaporne e nutella e outra com pasta de amendoim. Em datas comemorativas, o queijo derretido é colorido. O menu ainda possui o tradicional fish and chips com bastante queijo derretido em cima, mac and cheese e batatinhas fritas completamente cobertas de queijo cheddar.

5 gastropubs em Londres que deveria ser uma obrigação conhecer

Porque a gente não vai no bar para beber e sim para comer!

Quem disse que ir para pub é só para beber cerveja? Confira os melhores que oferecem comidinhas também!

The Wenlock Arms
26 Wenlock Rd, £
Frequentado e amado por locais, foi eleito como o pub mais autêntico de Londres e tem um pouco de tudo: dardos, opções veganas, música ao vivo aos finais de semana. E claro, não pode faltar aquela seleção de cerveja. Pra quem não bebe, o pub é famoso também pelas tortas salgadas.

Duke of Cambridge
30 St Peter’s Street, ££
Primeiro (e por enquanto único) pub orgânico, desde a vela ate vinho, cervejas e ingredientes. Além disso, somente peixes do Reino Unido capturados através de pesca sustentável são servidos aqui.

29365570_1872398719478372_4082046779086864384_n
Harwood Arms
Walham Grove, £££
É o único pub com estrela Michelin de Londres e fica em Fulham, no oeste da cidade, pertinho do elegante bairro de Chelsea. Porções de ovo escocês (ovo cozido à milanesa com recheio de carne de veado) e as rosquinhas com creme de limão siciliano são os mais pedidos do menu.

Captura de Tela 2019-07-28 às 17.58.21.png

The Anchor & Hope
36 The Cut, £
Um pub quase escondido que serve pratos típicos da culinária britânica Em Southwark O menu apresenta bacalhau escocês e até lombo cozido por sete horas. Não faz reservas então é bom chegar cedo para garantir uma mesa.

Pigeon-Radishes-Grilled-Semolina

Princess of Shoreditch
76-78 Paul St, £
Preferencialmente aos domingos, os ingleses costumam comer carne assada com gravy, vegetais e yorkshire pudding (que aliás tá longe de ser um pudim e mais próximo de ser um pãozinho meio panqueca). O Princess of Shoreditch serve o “roast dinner” com carnes e produtos de fazendas locais por £17 por pessoa e também o delicioso Sticky toffee pudding (esse sim uma sobremesa, apesar de não ser pudim e sim um bolinho bem molhado com cobertura de caramelo e sorvete de baunilha).

DSC3851

O que fazer na primavera em Londres

Ruas e almas floridas encantam os cantos da cidade

A primavera é uma época mágica em Londres. O sol se desperta mais cedo e vai dormir bem mais tarde. Os dias são mais longos e proveitosos, e aqueles dias de inverno cinzentos e nostálgicos tornam-se uma lembrança distante. As chuvas começam intensas, às vezes até com granizo e com um vento meio violento que ameaça quebrar vidraças, ou derrubar pedestres.

As temperaturas demoram para pegar o embalo, sobem e depois abaixam, ficam empacadas por alguns dias, dão até espaço para neve no meio de Março ou Abril, mas depois com muita persistência chegam até os 20ºC ou até mesmo aos 28ºC com as ondas de calor dos últimos anos.

Tudo parece uma orquestra da natureza e muito bem sincronizada para finalmente dar início à um grande e esperado espetáculo. As flores começam a pintar as ruas e os parques, os pubs abrem seus terraços e no rosto dos londrinos começa a florescer uma espécie de esperança. Parece que toda a cidade estava enclausurada dentro das casas, encobertas de um pouco de neve e muita poeira. As árvores que pareciam mortas dançam plenas com galhos cheios de folhas, e as pessoas que viviam em preto e branco, agora sorriem em rosa e amarelo com suas almas coloridas e brilhantes.



O que fazer na primavera em Londres

Com o horário de verão britânico que começa no final de março, ao invés do sol se pôr um pouco antes das 16h como no inverno, os dias se se prolongam até às 20h. Assim, dá para aproveitar muitos passeios ao ar livre, piqueniques nos parques da cidade e bons drinks nos descolados rooftop bars.

 

st-jamess-park-2246556_1280.jpg

Green Park e St. James Park ficam lindos e alegres com um mar amarelo de narcisos


Kew Gardens

O Kew Gardens é afastado do centro, mas vale a pena o passeio, pois além de ser considerado patrimônio mundial pela UNESCO, é um dos jardins mais lindos do mundo e oferece uma experiência fantástica. São mais de 130 hectares para ser explorado. O local disponibiliza de cafés e restaurantes. Há um tour guiado incluso no bilhete que se inicia às 11h.

Chelsea Flower Show

Designers de jardim de renome mundial, especialistas em plantas, floristas e creches se reúnem todos os anos em um dos bairros mais charmosos e ricos de Londres para exibir designs de jardins de última geração e exposições florais inspiradoras. Cafés, restaurantes e lojas aproveitam o mês de maio para também decorar com flores.

Leia também
O LUXUOSO BAIRRO DE CHELSEA

 

Flores de Cerejeiras

Foto: @tmnikonian

A temporada de cerejeiras é um grande evento e Londres fica excepcionalmente mais bonita com as pétalas em plena floração. Os melhores parques para apreciá-las são o Regent’s Park, St. James Parks e o Greenwich Park que possui uma “avenida” que se transforma em uma floresta encantada. Ali perto, aproveite para para visitar o Painted Hall, no coração do histórico Old Royal Naval College de Greenwich,  que abriu recentemente após passar por uma grande reforma para desfazer a deterioração e preservar a arte.

GetImage.aspx

Afternoon Tea

Talvez Abril seja o melhor mês para experienciar um Afternoon Tea, já que é quando acontece o Fes-Tea-Val. Para escolher um chá da tarde que combine com você, seja casual ou extravagante leia o post: A tradição do chá e onde encontrar o Afternoon Tea ideal em Londres

Brunch

Nada como um brunch no Dalloway Terrace com seu interior todo decorado com flores. O Roka também faz um brunch especial para celebrar a época das cerejeiras.

Dalloway
Foto: Dalloway Terrace


Underbelly Festival 


O festival acontece ao ar livre, na margem sul do Tâmisa, e envolve apresentações como espetáculos de circo, teatro, cabaré, comédia, música. Confira a programação completa: http://www.underbelly.co.uk

slider_450_300_60_c1

 

 

Como estudar inglês de graça em Londres (e outras cidades do Reino Unido)

Se você sempre sonhou em fazer um intercâmbio, agora é sua hora.

Escolas de idiomas no Brasil não são baratas. Aprender outra língua é um investimento grande e a longo prazo. E pode ter certeza que mesmo após oito anos ou mais de curso, todo dia você vai aprender uma palavra nova.

Se você sempre sonhou em fazer um intercâmbio para aprimorar seu inglês, mas deixou tudo sempre de lado por causa do preços, agora é sua hora. Esse é o momento de tornar isso uma realidade.

Abaixo, confira uma seleção de escolas que oferecem aulas gratuitas em Londres. Ah, e não esqueça de olhar os posts para encontrar as passagens baratas e sobre a imigração no Reino Unido.

agree-1728448_1280

Casa Latino-Americana
Para ajudar os imigrantes latino-americanos a se adaptarem à cultura britânica, a Casa Latino-americana possui aulas sem custo algum. Inscrição ou disponibilidade das aulas, basta entrar em contato pelo telefone 020 7372 8653 ou pelo site, clicando aqui.



Oxford International Education Group
Apesar do nome, as aulas acontecem em Londres e Brighton. Aceitam estudantes dos níveis pré-intermediário, intermediário e avançado. É bastante concorrido, portanto é bom se candidatar o mais rápido possível, clicando aqui.



Stafford House
Oferece aulas pela manhã, tarde e noite. Quem completa pelo menos 80% das aulas, tem a taxa de matrícula reembolsada. Entre em contato para saber sobre novas turmas, clique aqui.



St. Aldates
Essa igreja em Oxford organiza aulas de inglês com professores voluntários. Não precisa se registrar com antecedência, apenas aparecer. As aulas acontecem todas as segundas-feiras das 19h30 às 21h. Mais info, clique aqui.



British Study Centres
A BSC oferece aulas ministradas por professores trainees que estão aprendendo a ensinar inglês para falantes de outras línguas. As unidades que oferecem o curso ficam  no norte de Londres, Manchester, York e Edimburgo, na Escócia. Algumas delas pedem apenas uma taxa entre £10 e £20 para matrícula. As datas de início do curso variam e as aulas estão sujeitas a disponibilidade, clique aqui para saber mais.



International House London

Também oferece curso com professores trainees, por isso mantém os preços das aulas com preços bem baixos, mas para quem possui mais do que 65 anos e acha que nunca é tarde para aprender, não paga nada. As aulas acontecem na unidade próxima a Covent Garden no período da tarde ou da noite. Você pode fazer um teste online para saber qual é o seu nível e entrar em contato para mostrar interesse clicando aqui.


 

 

Um tour por Southwark, antigo paraíso proibido de Londres

O outro lado do Rio nem sempre foi moderno e cult. Descubra os antigos e os novos segredos da região

Durante séculos, a London Bridge era o único meio de cruzar o Rio Tâmisa. Logo, para chegar até o sul de Londres era preciso passar por Southwark, que na época estava fora dos limites da cidade. A área acabou crescendo e se desenvolvendo através do dinheiro do comércio “turístico”, provindo de vários pubs, prostíbulos e até mesmo atividades proibidas como caça de urso e touro. Era como um Red Light District inglês.

Bankside era o lugar mais famoso da Inglaterra para entretenimento. Duas vezes por semana, mais de mil pessoas entravam no anfiteatro de madeira para assistir touros e ursos mastigando ferozmente os ossos de cães. Acredite se quiser, mas durante o reino da Rainha Elizabeth I era o esporte mais popular em Londres.

gettyimages-3367368_0
Getty Images

Com o passar do tempo, Southwark foi se consolidando como importante região teatral. Hoje são várias as salas de teatro como o famoso The Old Vic e Young Vic – sua “irmã” mais nova com peças mais experimentais – além do Union Theatre, Blue Elephant Theatre, Menier Chocolate Factory – uma antiga fábrica de chocolate, Southwark Playhouse, Theatre Peckham e o Rose Playhouse, o primeiro teatro elisabetano, erguido em 1587. Aberto ao público até os dias de hoje, possui exibições sobre sua história e  também produções de obras contemporâneas, palestras e outros eventos.

Além desses, você pode curtir peças de teatro estreladas por atores famosos e ‘pré-apresentações’ de concertos musicais no National Theatrelocalizado às margens do rio.


Captura de Tela 2018-09-06 às 21.33.16 ONDE TURISTAR

Ao longo do Tâmisa, ficava o Globe Theatre, no qual Shakespeare era acionista. Foi incendiado em 1613, reconstruído no ano seguinte, fechado pelos puritanos em 1642 e derrubado não muito tempo depois. Próximo ao local original, foi construído o Shakespeare’s Globe, uma recriação dos teatros nos quais eram encenadas suas obras. Parada obrigatória para os admiradores do dramaturgo. Saiba como comprar ingressos de teatro aqui.

default

Hoje em dia, “o outro lado de Londres” concentra prédios medievais e modernos como o The Shard, o edifício mais alto de Londres e Europa Ocidental com 310 metros de altura. Por ali você também encontra o Tate Modern. Um dos mais renomados museus de arte moderna e contemporânea do mundo, o Tate abriga exposições permanentes e muitas itinerantes. Em seu acervo permanente, você apreciará obras como ‘As Três Dançarinas’ de Pablo Picasso, ‘Marilyn’ de Andy Warhol, ‘O Beijo’ de Auguste Roudin. No sétimo andar há um restaurante com vista panorâmica do rio Thames e da cidade de Londres. Para quem quiser apenas um lanche, o museu também possui em café à margem do rio. Com acesso pela estação de metrô Southwark ou atravessando a Millenium Brigde a partir da St. Paul’s Cathedral, é fácil chegar.

Captura de Tela 2019-02-10 às 17.03.15

Outro museu imperdível nos arredores, é o Imperial War Museum. Com o slogan “War Shapes Lives”, o museu conta a histórias das pessoas que viveram durante a guerra e mostra vários objetos da época. Entre as exibições, há pinturas e outras obras artísticas da maioria dos conflitos da Humanidade. Não perca as exposições que falam sobre a Primeira e Segunda Guerra Mundial e sobre o Holocausto. Saiba mais sobre os museus incríveis de Londres aqui.


Captura de Tela 2018-09-06 às 21.38.24 ONDE MATAR A FOME

Mercato Metropolitano
42 Newington Causeway

Primeiro mercado comunitário sustentável que tem como objetivo conscientizar e incentivar as pessoas à apoiarem suas comunidades locais. São várias opções de street food do mundo todo com uma faixa de preço entre £10 e £20 por pessoa.

Where The Pancakes Are
85a Southwark Bridge Rd

Lugar perfeito para quem realmente ama panquecas. A massa é feita com farinha orgânica que inclui trigo sarraceno, responsável por reduzir os níveis de colesterol e açúcar no sangue. Possui opções doces e salgadas, além de versões vegetarianas, veganas e sem gluten. Captura de Tela 2019-02-10 às 19.57.31.png

Borough Market
8 Southwark St

Dezenas de barraquinhas com frutas, pães, queijos, petiscos, massas, verduras, pratos quentes, chocolates e outras variedades do mundo todo. Tente chegar cedo, entre às 10h e às 11h para evitar a multidão ou se preferir descontos, vá por volta das 15h.

Padella
6 Southwark Street

Não se desanime com a fila que pode demorar entre 30-45 minutos. Vale a pena esperar. O restaurante é pequeno, mas tem atmosfera agradável, as massas são extremamente saborosas e o preço super amigo com pratos a partir de £4! 

Captura de Tela 2019-02-10 às 11.37.29.png