Reclamar é coisa de brasileiro?

Nossa, como brasileiro adora reclamar da vida. Nada tá bom. Nunca.

Mas isso é maravilhoso. Imagina tudo ser bom? Não poder reclamar de nadinha? Seria extremamente frustrante e nada enriquecedor.

Nada é perfeito. Obviamente, temos que ser gratos pelas coisas que já conquistamos na vida. Ver o lado positivo, atrair o melhor. Mas reclamar é bom. É ver o que não está 100% e querer sempre caminhar pra frente ao invés de ficar parado.

É, é verdade que brasileiro é acomodado. Mas um acomodado reclamão. Gosta de se queixar do que não lhe agrada, mas sentado. Pelo menos ele sabe que nem tudo está bem. Podemos levar vidas mascaradas, ser falso no dia a dia com os chatos e malas por aí. Mas é pior quando as pessoas mascaram seus próprios sentimentos e são falsas com elas mesmas. Andam pela vida sorrateiramente, enganando-se que tudo está bem. Eu vejo nos rostos de quem mora aqui. Elas não querem nem pensar em reclamar. É melhor aceitar e deixar lacunas em seu sonhos, deixar sempre faltando alguma coisa, que não sabem direito o que é. Não sabem por que, como ou de onde veio esse vazio, como se estivessem presas ou emperradas, tornando-se indiferentes à tudo ao seu redor.

Ver o que não está legal nos mostra versões de vidas e opções de poder mudar. Pra enxergar as imperfeições, temos que colocar as lentes de alta resolução da queixa.

A vida é incrível, mas pra conquistar esses momentos que se encaixam em nossa existência, não podemos ser pouco. Não podemos aceitar migalhas e restos – para construir, temos que desconstruir. A vida tem muito a oferecer para ficar estagnado num mundo perfeito. Temos que pedir mais para ser mais. É necessário ver além, saber o que não presta, saber o que nos incomoda, o que nos deixa infeliz, o que nos deixa putos da vida. Temos que reivindicar, solicitar, pedir, requerer, desaprovar, protestar, demandar. Porque o tempo todo querem algo de nós, sugando um pouco de nossa felicidade, explorando um tico de nossa alma, esmagando nossas esperanças. Se o mundo quer tanto de nós, nós também queremos algo do mundo.

E vamos reclamar do que for. Reclamar nos identifica como brasileiros, como humanos. Passar os olhos pela vida como uma vitrine e não ver que o vidro está embaçado simplesmente não faz parte de nós – ou pelo menos não deveria. Reclamamos sentados ou de pé para nosso coração não ficar de ponta-cabeça, para nossa jornada pelo mundo não ser murcha. Claro, não é para nos tornarmos insuportáveis e relatar simplesmente tudo o que está errado. O ponto é reclamar o que falta para então nós nos preenchermos com uma vida mais viva. Que essas críticas que apontamos no mundo enriqueça nossos sorrisos marotos. Afinal, é sempre melhor ser um reclamão do que aceitar uma vida sem perspectivas, vazia e oca. Exigindo um pouco mais, podemos ingerir um pedacinho a mais da vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s