– Alícia, vem cá, minha princesa. – chamou o namorado.

– Hoje não vai rolar, Matheus. – respondeu Alícia. – Primeiro, porque a minha mocinha tá sangrando. É eu sei, um puta nojo, mas eu sou mulher e isso acontece. E tem muito sangue no meio. Muito sangue, às vezes acho que vou morrer. To até quase desmaiando com esse assunto. Sangrar por lá é bem bizarro, eu sei. Quando eu morrer, vou ter uma conversinha com Deus, pra poder mudar esse esquema.

Mas olha, tem muita coisa mais nojenta que os homens fazem e as mulheres – mães, namoradas e irmãs fingem que não veêm, porquê né, mesmo que a gente falasse alguma coisa, não ia adiantar. Coisa de homem.

E uma coisa de mulher é isso. Menstruação. TPM. Não dá pra gente se livrar, a não ser que a gente retire nosso útero. Mas a gente não vai fazer isso. Preferimos sofrer todo mês. É um sofrimento muito maior do que você imagina.

Mulher é paranóica de natureza. E depois que a gente vira “mulher”, a tendência é ficar cada vez mais louca. E não acaba com a menopausa e nem diminui.

Primeiro vem a dor. A famosa cólica. Parece que tem alguém socando seu útero, esmagando seu ovário. É uma dor que chega nas costas, então às vezes nem dá pra sentar. E deitar também é ruim. Não tem uma posição confortável. Dizem que andar diminui a dor, mas uma ova.

Quando está calor, a gente ficar com a pressão baixa. Quando está frio, não é menos pior. Aliás, pega aquela bolsa de água quente, por favor. Serve pra deixar o útero quentinho. Não tem condição mais humilhante do que colocar essa bolsa de água quente. É brega demais.

Esses remédios pra cólica que as mulheres aparecem lindas e felizes na propaganda depois de três segundos, hahaha. Mentira.
Boa parte do nosso famoso mal humor durante à TPM se deve à dor. Além do nosso útero contrair como psicopata, dos calores, da pressão baixa, tem as dores de cabeça. Sim, sim é verdade, os seios ficam maiores e mais sensíveis. Isso significa ser esfaqueada pelo sutiã.

A gente fica inchada. To um quilo e meia mais gorda esse mês. É o chocolate e a retenção de líquido. Mas ao mesmo tempo dá mais vontade de fazer xixi ou será que sou eu?

Calma, já vou chegar ao temperamento de maluca da TPM. Me dá um pedaço de chocolate antes e ninguém sai ferido, ok?

Então, tem umas amigas que de tanta cólica já foram parar no hospital. Credo. E tem umas que fica com nóia, sabe? Nem tão menstruadas ainda ou tão com um quilo de absorvente e acham que mancharam a calça. Mas sabe o que me irrita? A menina ficar pedindo pra eu olhar a bunda dela. Ai, tá manchado?

Sei lá, eu acho esquisito isso. Mas tem umas loucas que acham que tão fedendo e vão ao banheiro de cinco em cinco segundos. Não é dor de barriga não.

Não, não tem cheiro. Só se a menina for porca. Juro, nem cheiro de sangue eu sinto. Mas se sentisse, eu desmaiava.

A única nóia que eu tenho é ficar assim no meu aniversário. Imagina que absurdo, que injustiça? Sorte que nunca aconteceu em todos esses anos!

Esse mês eu to de boa, mal senti dor e meu humor tá ótimo. Deixa eu te contar um segredo: mulher não fica de tpm o mês inteiro. Se ela é mal humorada e parece mal comida durante muito tempo, é porque ela é uma vaca chata pra caramba.
Sim, tem mês que a gente quer matar o mundo todo, simplesmente por prazer. Eu fico imaginando torturar gente babaca das formas mais dolorosas do mundo. Mas você sabe, tem uns que merecem. Mas esse ódio às vezes parece vir do mundo. Tem mês que a gente se sente nada amada. O universo conspira contra as pobres e inocentes donzelas. Dá uma depressão suicida.
Nada dá certo, não existe esperança na humanidade. E parece que se a gente morrer, vão só reparar uns dez dias depois e por causa do nosso cheiro de defunto. Vamos morrer solteiras, pobres, sem futuro na carreira simplesmente porque a gente se sente uma merda. Os sonhos viram cinzas. Acabamos matando um pedacinho da nossa alma. Aí, quando a tragédia da nossa vida parece óbvia demais e quando achamos que nunca mais vamos sorrir novamente –  tchaaaaaaraam – o dia amanhece ensolarado, podemos respirar de novo, podemos ser nós mesmas de novo. Cupcakes são fadinhas comestíveis. Ah, a tpm acabou. Liberdade.

Tem vezes que ficamos extremamente sensíveis. Um gatinho fofo? Chora ( e mesmo que no fundo odeie gato). Foi mal interpretada pelo namorado? Chora. Acha que a avó não a ama mais? Chora. O irmão usou a toalha de banho dela? Chora. Mamãe não comprou danoninho? Chora. Não tem wifi grátis? Chora. Titanic afundou? Chora. Tá tocando sertanejo? Chora. Mas o choro é porque a música é ruim mesmo.

É verdade, a gente se sente horrorosa, mas muitas vezes nossa libido aumenta durante esse período. E aumenta bastante. Mas não rola. A única coisa que acontece são muitas fantasias sexuais – bem originais – por uma hora inteirinha, às vezes mais. E vocês nunca vão saber como e quando a gente pensa em sexo. Somos mulheres, somos discretas ;)

Tem hora que dá alívio saber que aqueles dias chegaram. Bom, tanto porque demonstra saúde, né. E outra, significa que não estamos carregando um pequeno mutante dentro de nós. Não que a gente não queira ser mãe. Um dia, talvez. Mas nossa carreira é muito mais importante do que qualquer outra coisa. Sim, mais importante do que o nosso estado civil. Quer dizer, se a mulher é carente, incompleta, daquele tipo sem noção, sabe? Bom, na TPM ela vai ser a encalhada mais insuportável da Galáxia. Ela tem que se resolver antes. Ela tem que ser completa, não buscar um cara que a complete. A gente tem que achar pessoas que nos transborde. Se não, aí sim rola uma Terceira Guerra Mundial dentro de você durante a TPM.

Uma coisa que melhoraria o mundo: mulheres mais sinceras e objetivas. Fêmeas com mimimi são criaturas infantis que não merecem atenção.

E aquelas idiotas que mandam 84 mensagens de texto pro namorado, que são controladoras não possuem o controle da própria vida. Isso não é mulher de TPM, é mulher que não bate bem da cabeça. Esses sintomas que fazem as mulheres não parecerem elas mesmas uma vez por mês acontecem normalmente entre 10 dias e uma semana antes de realmente menstruarem. Confia em mim, não dura 28 dias. O resto é frescura mesmo.

Absorventes são necessários. Não, não é nossa mãe que compra. Ok, talvez. Mas isso não importa. E não é toda mulher que usa OB. Tem país que mulher é proibida de usar absorvente porque o povo acha que tira a virgindade da menina. Gente, isso é puro machismo pra controlar o corpo da mulher. E na boa, homem nenhum sabe como é. Todo dia, todo mês. E ninguém imagina e nem quer saber também como é para uma menina que nem tem peito ainda, que nem tem traços de mulher sangrar pela vagina pela primeira vez. É isso aí. Ninguém sabe como pode ser traumatizante. Esse drama todo começa lá pelos 13, 14 anos. Tem gente que começa aos 9. Oh dó.  Eu achei que quando isso acontecesse comigo, eu nunca mais poderia brincar de Barbie nem Playmobil.

Ninguém mais ia conseguir ser mulher. Ninguém sabe como realmente é. É por isso que temos direito de comer o quanto de chocolate e porcaria quisermos.

O pior sabe o que é? Pior nem é toda essa dor querendo partir nosso útero e nossa alma no meio. Nem todo o constrangimento e drama de ser mulher. Pior é ter que aguentar gente folgada. Cara vagabundo mexendo com a gente na esquina. Safado. Pior é a falta de respeito com o mundo feminino. Por isso que na TPM temos o direito de mandar pra puta que pariu quem a gente quiser. Pena que não dá pra mandar queimar e depois cortar o bilau de um cafajeste. Pena mesmo.

Não sei se a TPM tem cura. Mas um abraço sincero pode ajudar bem. Fica a dica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s